PRESBÍTEROS, EMPENHEN-SE NA SUPERVISÃO DO MINISTÉRIO DA PALAVRA (#IRBMaceio)

por Pastor Flávio Silva

Presbíteros empenhem-se na supervisão do ministério da Palavra.
1 Timóteo 4:6-10

As cartas de Paulo a Timóteo são cheias de instruções para os oficiais da Igreja. No texto, Paulo aborda Timóteo diretamente como um ministro de Jesus Cristo.
Durante sua segunda viagem missionária, Paulo esteve em Éfeso por três anos. Ele havia deixado Timóteo em Éfeso. O Evangelho da salvação teve grande impacto sobre os efésios.
Mas, Paulo também sabia que Satanás não deixaria aquelas pessoas longe de suas garras. Satanás está sempre ocupado tentando acabar com a igreja de Deus. Paulo entendia que a igreja estava sob ataque, não só vindo de fora, mas, também, dentro dela. Satanás se disfarça como um anjo de luz.
Paulo advertiu aos presbíteros de Éfeso em seu famoso discurso de despedida em Atos 20. Primeiro, ele lembra os Presbíteros da tarefa maravilhosa que receberam na Igreja de Deus. E assim ele começa dando-lhes o mandato “Atendei por vós e por todo o rebanho sobre qual o Espírito Santo vos constituiu bispos (supervisores). Sejam pastores da Igreja de Deus, a qual ele comprou com seu próprio sangue.” Mas, então, ele vem com um aviso. Ele ainda diz nos versos 29 e 30: “Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos ferozes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos após eles “(Atos 20:28-30).
Isso foi exatamente o que aconteceu. Os falsos profetas se introduziram em seu meio. Por que eles eram falsos profetas? Bom, antes de responder a essas perguntas quero fazer a seguinte observação: a raiz de toda heresia é o orgulho humano. O pecado do orgulho estava sendo enfatizado na igreja de Éfeso. Aqueles falsos profetas ensinavam que o homem tinha um papel importante na sua própria salvação, acrescentando coisas a lei de Deus. Assim os hereges queria ser admirados por suas boas obras. Eles queriam que todos vissem como eles se destacavam dos demais por causa de suas boas obras e de sua piedade. Então, eles ensinavam que o caminho para Deus era através de um estilo de vida baseado em obras. Eles ensinavam que deviam se abster de certos alimentos. Eles não levavam em consideração a liberdade que ganhamos por meio de Jesus Cristo.
Paulo afirma claramente a Timóteo que ele não devia sentir simpatia com aquele tipo de ensinamento. Não era bíblico. Os falsos mestres adicionam coisas à Palavra de Deus.
Paulo lida com esse mesmo problema em outras cartas as igrejas. Paulo diz a Timóteo que tudo o que Deus criou é bom, e nada deve ser rejeitado se recebido com ações de graças. Porque os dons de Deus, o dom da comida e o dom do casamento, incluindo a sexualidade dentro do casamento, são consagrados conforme a Palavra de Deus.
Em nossos dias, há aqueles que querem adicionar coisas às leis de Deus. Eles adicionam regras que não foram ordenadas por Deus. Eles querem mostrar a sua piedade. Eles querem se destacar do resto da multidão para que possam ser admirados. O que é mais triste é que apesar de serem muito rigorosos sobre certas regras de sua própria invenção, os mandamentos bíblicos são negligenciados, sao desprezados como se não tivessem importância. Mas isso nos mostra que não há nada de novo debaixo do sol.
Em contra partida, um cristão deve ser conhecido por sua humilde. Um oficial da igreja não deve tentar mostrar o quão ele é bom e inteligente, ou o quanto ele é bem-sucedido, mas, deve mostrar o quão maravilhoso e grande é o Deus Senhor do Céu e da terra.
Contra esse perigo, há uma coisa que Timóteo pode e deve fazer. Instituir a igreja nas verdades da fé cristã e na boa doutrina de Cristo. Timóteo deve ser cuidadoso em alimentar os irmãos em Éfeso. Ele tem que alimentá-los com o alimento mais puro e forte que existe, a Palavra de Deus. Anunciar o evangelho completo de salvação. Então eles também serão capazes de alimentar uns aos outros.
Isso requer primeiro conhecimento doutrinário por parte dos oficiais, e consequentemente, por parte dos próprios irmãos. Se você quiser alimentar um ao outro, então você deve se empenhar no estudo das Escrituras. Isso significa que você deve meditar regularmente na Palavra de Deus e ler bons livros que organiza o estudo da doutrina. Você deve diferenciar o que significa ser bíblico e o que é usar a Bíblia como pretexto para defender aquilo que você tem preferência.
Paulo repreende os falsos mestres que vinham com fabulas e contos da carochinha. Eram muitas vezes enfeites nas histórias do Antigo Testamento. Eles incluíam opiniões pessoais. Tais estórias eram contadas a fim de chamar a atenção para os contadores de estórias. Eles queriam ser admirado por sua sabedoria.
Presbíteros, vocês devem supervisionar a ministração da palavra de Deus e o precioso rebanho de Cristo. Isso significa que você tem que dar bons conselhos. Mas o conselho só será bom, se for um conselho bíblico. Um presbítero não deve vir com suas próprias opiniões. Ser reformado significa ser puramente bíblico.